Banco de Alimentos da Ceasa-RS é selecionado para estudo do Ministério da Cidadania

Laureado em 2004 e reconhecido novamente em 2017 pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) como um dos melhores programas de combate à miséria e reinserção social de dependentes químicos no Brasil, o Prato Para Todos (em 2004, chamava-se Tá No Prato) volta a ser destaque nacional.

O Banco de Alimentos da Ceasa/RS — que coordena o programa — foi um dos cinco modelos de gestão selecionados entre os 63 analisados pelo Ministério da Cidadania na Região Sul para elaboração de um manual de boas práticas.

O Prato Para Todos é um dos pilares da administração da Ceasa (Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul), sociedade de economia mista vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

 

Vistoria

 

Duas técnicas do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) foram contratadas pelo ministério para fazer a vistoria e análise dos bancos de alimentos selecionados. Segundo a engenheira de alimentos Alcione Silva e a economista Alessandra Azevedo, o banco de alimentos da Ceasa foi escolhido por seu desempenho logístico e cadeia de suprimentos.

Por intermédio do Prato Para Todos, o banco distribui hortifrútis doados pelos permissionários (produtores e atacadistas) para cerca de 300 instituições carentes e 200 famílias de baixa renda, pondo alimento na mesa de cerca de 50 mil pessoas todos os meses.

Durante três dias do final de agosto, Alcione e Alessandra conheceram o programa social da Ceasa. Elas visitaram o Pavilhão dos Produtores e os boxes das empresas atacadistas que doam as frutas, legumes e verduras para o programa, e acompanharam a distribuição gratuita de hortifrutigranjeiros para entidades assistenciais e para a população de baixa renda.

 

Distribuição gratuita de hortifrútis

 

Nas fotos, as técnicas do IICA e o presidente da Ceasa-RS, Ailton dos Santos Machado, conferem a entrega dos kits de hortifrútis para as pessoas cadastradas no Prato Para Todos (aposentados, donas de casa, desempregados, etc.); no banco de alimentos; com os presidentes das associações dos Produtores (Evandro Finkler, camisa verde) e dos Atacadistas (Sérgio Di Salvo); e com diretores no prédio administrativo. Além de conhecer o banco de alimentos, a engenheira nutricional e a economista do Instituto visitaram entidades atendidas pela Ceasa-RS.