Edição 23

Edição 23

Neste início de mês, um grande passo foi concretizar a aprovação de propostas para o Plano Nacional de Abastecimento (PNA). Um grande e essencial projeto que congrega propostas de ações governamentais a serem adotadas que visam a promoção e o desenvolvimento do abastecimento e da segurança alimentar no país.

O PNA foi escrito por técnicos de várias centrais de abastecimento, entre elas, a do Acre, do Ceará, de Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, CEAGESP e a Ceasa Campinas. Eles escreveram artigos sobre diversos temas de interesse do setor, como rastreabilidade dos produtos hortícolas, adequação de embalagens e capacitação de agentes. O projeto também contou com a participação de técnicos da FAO, da Conab e da Ferbrás, e foi entregue ao secretário de política agrícola, Caio Rocha, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Além da discussão e aprovação do importante PNA, outros temas se destacaram pelas Ceasas do país. Em Rio Branco, no Acre, os alimentos orgânicos foram destaque da “VIII Semana do Alimento Orgânico”, cujo ciclo palestras, abordou as diferenças com os produtos convencionais, hidropônicos e transgênicos. O funcionamento de uma central de abastecimento, além da produção dos alimentos orgânicos, segundo os princípios agroecológicos, também foram abordados

No Rio de Janeiro, mais um encontro da Abracen, a ser realizado de 01 a 03/08, reunirá as Ceasas para apresentação de propostas, debates, além de aprovações acerca dos atuais desafios enfrentados pelo abastecimento.

Já a Ceasa do Rio Grande do Sul passa por mudanças em sua presidência, o atual presidente Lotário José Vier, deixa o cargo para Paulino Olivo Donatti, que já esteve conhecendo os pavilhões do complexo e manteve contato com vários produtores.

E na Ceasa do Piauí, os produtos típicos de festa junina ganharam aumento no volume de comercialização pela central. Este ano, é esperado um crescimento em torno de 5 e 7% para o comércio destes produtos.

A palavra de ordem no momento é revitalizar, imprimir aos entrepostos modernidade e força. Com a interação entre todos os agentes do abastecimento, as Ceasas estarão articuladas para fazer frente às necessidades do país e dos cidadãos.

Boa leitura a todos!

Compartilhar matéria:

Deixe seu comentário