Vem para o congresso da WUWM? Experimente frutas brasileiras!

Vem para o congresso da WUWM? Experimente frutas brasileiras!

Campinas se prepara para receber, entre os dias 23 e 26 de setembro, o  29º Congresso da União Mundial dos Mercados Atacadistas.  Realizado pela Word Union of Wholesale Markets, trata-se de do maior evento de mercados atacadistas de alimentos in natura do mundo. Além de debater temas de interesses do setor, representantes das centrais de abastecimento de diversos países podem aproveitar a passagem pelo Brasil para conhecer algumas frutas tipicamente brasileiras. Confira algumas sugestões deliciosas, que os participantes do encontro  não podem deixar de experimentar.

Abacaxi – nativa do cerrado brasileiro, possui grande quantidade de água, fibra e vitaminas B1, C e A. Sua casca pode ser transformada em um delicioso suco rico em vitamina. 

Goiaba – além de muito saborosa, contém quase o dobro de vitamina C que a laranja e mais que o dobro de potássio que a banana.

Maracujá – todo brasileiro sabe que não há tranquilizante melhor que um bom suco de maracujá! É rico em vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, sódio e potássio

Açaí –  o açaí se desenvolve nas amazônia brasileira e é uma das frutas queridinhas do país. É rica em proteínas, fibras, lipídios e em vitaminas C, B1 e B2

Carambola – a árvore da carambola é nativa da Indonésia e Índia, mas é muito popular especialmente na região Nordeste do Brasil. Tem um sabor agridoce e é rica em sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e vitaminas A, C e complexo B.

Caju – o verdadeiro fruto é a castanha. A parte vermelha e amarela, é o pseudofruto. Trata-se de uma das melhores fontes de vitamina C. E a castanha pode ser consumida assada e salgada em coquetéis ou como tira-gosto.

Compartilhar matéria:

Posts relacionados

Gustavo Fonseca, presidente da Abracen, é eleito diretor da WUWM Início dos trabalhos no evento WUWM em Roma. Agradecimento do Presidente da ABRACEN Safra da goiaba reduz preço da fruta em 20% Presidente da Abracen visita Ceasa Curitiba

Deixe seu comentário