Projetos sociais da Ceasa promovem inclusão digital e o combate à fome

Os carregadores da Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa) podem aprender a usar o computador e navegar pela internet por meio do projeto de democratização de acesso à tecnologia da Informação, desenvolvido pelo departamento de informática do entreposto.

O objetivo da ação é ampliar as oportunidades e promover a inclusão digital além de incentivar os interessados a usar as redes sociais para que possam interagir com amigos e familiares e encontrar pessoas que não veem há muito tempo. ” As aulas têm um alcance social e humano, proporcionando aos alunos uma oportunidade de contato com os meios tecnológicos e de integrar-se digitalmente ao mundo “, destaca Christian Berto, professor e idealizador do projeto.

O curso é ministrado na sala do Telecentro Primavera, espaço que oferece cursos e acesso à internet de graça a toda comunidade da Central através do Programa Jovem.Com da Prefeitura. A duração é de aproximadamente quatro meses e aborda temas como edição de textos, planilhas eletrônicas, navegação na internet, correspondência eletrônica (e-mail), comunidades sociais e noções de hardware.
Até o momento foram formadas quatro turmas com cerca de 30 profissionais. Os dias e horários das aulas foram definidos de acordo com a disponibilidade do público alvo.

Ações Sociais

Prestes a completar 40 anos, a empresa presta atividades em responsabilidade social atividades em responsabilidade social são desenvolvidas, como a inclusão digital, funciona dentro da Ceasa 3 ações de segurança alimentar que distribuem de graça em torno de 6 milhões de quilos de alimentos por ano e beneficiam mais de 70 mil pessoas. Elas garantem o direito ao acesso à alimentação e ainda combatem o desperdício de alimentos.

IMPACTO AMBIENTAL- COOPERATIVA UNIDOS NA VITÓRIA

O trabalho de reciclagem desenvolvido pela Cooperativa em 2014, permitiu benefício Ambiental e Social para a CEASA, Permissionários, Cooperados e Meio Ambiente, foram reaproveitados 1.608.000 kg de materiais recicláveis e madeiras, com investimento de R$ 121.200,00 pela CEASA, a vida útil do aterro sanitário foi preservada , os 21 Cooperados obtiveram renda média mensal de R$ 1.400,00, podemos afirmar que todos envolvidos foram beneficiados.

IMPACTO SOCIAL/AMBIENTAL – ISA

O trabalho de aproveitamento de hortifrútis executado pelo ISA em 2014 , realizou a distribuição de 1.255.220 kg de hortifrútis para às famílias residentes nos bairros da periferia de Campinas e 896.367 kg para às Entidades , se consideramos os custos do ISA de R$ 865.780,00, podemos afirmar que os hortifrútis custaram R$0,40 kg , tornando o projeto economicamente viável.

As famílias e Entidades receberam Beneficio Social no valor de R$ 3.227.380,00, melhorando a alimentação, os Permissionários economizaram com redução de custo e contribuíram com as famílias e Entidades, houve ganho Ambiental, a vida útil do aterro sanitário foi preservada, a sociedade foi beneficiada.

IMPACTO SOCIAL- BANCO DE ALIMENTOS

Com o trabalho desenvolvido pelo Banco de Alimentos em 2014, foram distribuídos 1.770.467 kg de hortifrútis e alimentos não perecíveis para 105 Entidades , melhorando a alimentação de seus assistidos. As doações representam R$ 6.421.308,00, em Benefício Social para as entidades.

Os parceiros doadores confiaram na credibilidade do Banco, as Entidades receberam Benefício Social reduzindo seus custos e dando melhores condições de vida aos seus assistidos.

IMPACTO ALIMENTAR – ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

O Departamento de Alimentação Escolar entregou em 2014, 8.693.000 kg de alimentos perecíeis e não perecíveis , que foram utilizados na confecção de 50.267.469 refeições servidas aos 192.205, crianças, adolescentes e jovens da rede de atendimento Educacional e Social de Campinas, contribuindo para a educação e alimentação saudável com qualidade para os educandos. A alimentação servida na rede de atendimento é completa , e possui cardápios específicos para atendimento das diversas faixas etárias .

As cozinheiras recebem capacitação , supervisão e acompanhamento periódico das nutricionistas da Ceasa e das empresas terceirizadas.
Campinas está investindo com qualidade na educação e alimentação de seus educandos, conforme previsto na Constituição Federal em seu Art. 6º.

Dados do Relatório anual de responsabilidade social, ambiental e alimentar de 2014 –
Elaborado por: Jairo Pereira Leite. Colaboradores: Christian Berto e Gabriel Caetano – TI; José Carlos da Silva –Cooperativa; Maria Carolina L. Becaro – ISA; Maria Helena Antonicelli- Alimentação Escolar e Tânia M. Evaristo Moumeso- Banco de Alimentos.

Compartilhar matéria:

Posts relacionados

Agradecimento do Presidente da ABRACEN Produtores da CeasaMinas destacam benefícios do Pronaf Embalagem promete evitar proliferação de bactérias e prolongar a vida útil dos alimentos Brasil, Chile e Peru trocam experiências sobre ampliação de mercados para fruticultura CeasaMinas organiza encontro da Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento

Deixe seu comentário