ONU escolhe projeto de PPP da Nova Ceasa como um dos melhores do mundo

ONU escolhe projeto de PPP da Nova Ceasa como um dos melhores do mundo

A Superintendência de Parcerias e Concessões do Governo do Estado do Piauí alcança um novo patamar de excelência. O projeto Nova Ceasa foi eleito um dos 15 melhores projetos de PPP do mundo, pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (Unece) e será apresentado em um fórum organizado pela entidade que será realizado no Palácio das Nações Unidas, em Genebra, em maio deste ano.

O Piauí é o primeiro estado do Brasil a apresentar um projeto deste formato em um evento da ONU. “Consideramos que este projeto representa não apenas o sucesso que o Governo do Piauí já conseguiu para a sua população, combatendo a pobreza, protegendo o meio ambiente e promovendo o crescimento econômico, mas ainda que será um exemplo que pode ser seguido por tantos estados neste nosso planeta”, afirmou o correspondente por email.

A superintendente de Parcerias e Concessões do Estado, Viviane Moura, explicou que o projeto ficou entre os 15 a serem apresentados no fórum de PPPs da Unece, que acontecerá no mês de maio. Para ela, isso representa um grande destaque para o Piauí, um reconhecimento do trabalho de excelência que vem sendo feito pela Suparc. “Na superintendência, consideramos as pessoas, em primeiro lugar. Esse trabalho tem várias externalidades positivas, principalmente, do ponto de vista de redução de desigualdades, de equidade na distribuição de renda, a possibilidade de melhorar a distribuição de alimentos na região. Tudo isso foi considerado pela ONU para que o projeto fosse selecionado. A apresentação de um projeto no plenário da ONU significa um reconhecimento de que o Estado do Piauí conseguiu, ao longo desses últimos anos, melhorar significativamente a sua condição de desenvolvimento humano e isso reverberou na criação de um ambiente para que os investidores privados viessem melhorar a nossa infraestrutura. Nenhum investidor privado investe em ambientes que não sejam seguros e que não tenham regras fiscais e um governo responsável”, avaliou.

Segundo a superintendente, a ONU, através da Unece, chancela para o mundo a capacidade piauiense de trabalhar bons projetos nos quais as pessoas estão em primeiro lugar e que são alvos de financiamento e investimento privado. “Esse fórum é aberto para vários investidores e é importante ressaltar que essa é a primeira vez que  o Brasil participa desse fórum na categoria de projeto selecionado”, destacou Viviane Moura.

 (Ascom Suparc)
(Ascom Suparc)

De acordo com o diretor presidente da Nova Ceasa, James Andrade, esta eleição da ONU é um reflexo do trabalho e esforço de toda equipe. “Ficamos felizes com o resultado e, ao mesmo tempo, surpresos, já que estamos apenas no início de grandes transformações que faremos na Nova Ceasa. São apenas dez meses de gestão, mas sem dúvidas, este conhecimento da ONU é reflexo de um trabalho que a nossa equipe vem desempenhando com bastante responsabilidade”, disse.

“Ainda há muito por fazer, estamos no início de um trabalho que tem também a missão de fomentar a expansão da nossa economia, através da iniciativa privada; a geração de divisas para o nosso estado; e ainda, a expansão dos projetos sociais e de meio ambiente. Sempre fomos conscientes das dificuldades que iríamos encontrar, pois esse choque de gestão enfrenta, sobre tudo, uma cultura de ausência de normas de mercado e baixo investimento na profissionalização das atividades. Daqui pra frente é cuidar pra que nosso mercado possa evoluir, continuar sendo referência pra outros estados e se equiparar com outros mercados que já são um exemplo de sucesso”, acrescenta o Andrade.

Unece

A Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa foi estabelecida em 1947 para promover a cooperação econômica entre os seus Estados membros. É uma das cinco comissões regionais sob a direção administrativa das sedes das Nações Unidas.

Compartilhar matéria:

Deixe seu comentário