Fim da emboscada: polícia tira ‘piratas’ da rota da Ceasa

Fim da emboscada: polícia tira ‘piratas’ da rota da Ceasa

Eles eram ousados, agiam rápido e de forma bem planejada. Os alvos eram acuados após tocaias em plena rodovia. Uma quadrilha especializada em roubos contra pequenos comerciantes da Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa), em Contagem, na Grande BH, foi desarticulada ontem pela Polícia Militar.
Quatro homens que atuavam há meses no entorno do entreposto foram presos. Todos tinham ficha criminal e um deles estava com mandado de prisão em aberto. A participação de outros bandidos não está descartada pela PM e será investigada pela Polícia Civil. Em janeiro deste ano, o Hoje em Dia denunciou a ação desses criminosos.

A quadrilha tinha como alvo vans, Kombis e caminhonetes na rodovia BR-040. Armados, eles perseguiam os veículos, ameaçavam e atiravam contra as vítimas. E, mais uma vez, foi isso o que aconteceu na madrugada de ontem.

“Vamos continuar o monitoramento da área. E, com o apoio da Polícia Civil, vamos tentar identificar possíveis ramificações da quadrilha e prender os envolvidos” (Walter Teodoro, tenente da PM)
Pelo menos dois comerciantes que seguiam para a Ceasa foram assaltados quando faziam o retorno para a BR-040. Das vítimas, o bando levou cerca de R$ 9,5 mil.

Horas depois, os suspeitos foram abordados pela polícia no momento em que armavam mais uma tocaia na rodovia. Eles estavam em uma caminhonete e duas motos. Dentro do carro, os militares localizaram sete telefones celulares, uma arma calibre 38 com seis munições e numeração raspada e um bloqueador de GPS.

Segundo o tenente Walter Teodoro, as evidências levam a crer que os bandidos integram a quadrilha procurada há meses pela polícia. “Como em alguns casos, o bando rouba os veículos para levar a carga, e o bloqueador de GPS era uma forma de facilitar a fuga. Recebemos várias denúncias de ações do tipo naquela área”.

Drama
Na reportagem publicada em janeiro, o Hoje em Dia mostrou o drama dos comerciantes que precisam fazer compras na central de abastecimento. Na época, o dono de um supermercado da capital, que pediu para não ser identificado, relatou ter presenciado um assalto ao motoristas de uma Fiorino por volta de 5h40.

Para também não ser alvo dos bandidos, ele chegou a passar por cima do canteiro e seguir pela via marginal. O comerciante contou que conseguiu escapar dos ladrões porque, ao voltar para a pista principal, ficou entre dois caminhões. As marcas da violência, no entanto, estão na lataria da Kombi, perfurada por tiros disparados pelos criminosos.

Em nota, a Ceasa informou ter conhecimento dos assaltos na região e que as obras da delegacia de Polícia Civil que será instalada no entreposto estão quase finalizadas. A unidade recebe cerca de 70 mil pessoas por dia.

O local já é monitorado por câmeras de Olho Vivo, que ajudaram na identificação dos quatro homens presos ontem, e conta com segurança patrimonial especializada e apoio da PM.

“A CeasaMinas e a Polícia Militar realizam constantemente campanhas para estimular o uso das nove agências bancárias existentes no entreposto de Contagem, incentivando os comerciantes a realizarem as transações comerciais bancárias ao invés de circular com quantias em espécie”, completa a Ceasa em nota. A Polícia Civil não se pronunciou sobre o caso até o fechamento desta edição.

Compartilhar matéria:

Deixe seu comentário