Diretoria da CeasaMinas participa de evento sobre retomada econômica

Diretoria da CeasaMinas participa de evento sobre retomada econômica

O presidente da CeasaMinas, Gustavo Fonseca, e o diretor de Administração e Finanças, Juliano Maquiaveli Cardoso, participaram, o último dia 24 de abril, do Seminário “Fim da Recessão”, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com o Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) e o jornal Valor Econômico.

Entre os palestrantes, marcaram presença a presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Maria Silvia Bastos, e o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux.

Durante a sua apresentação, o Ministro Luiz Fux ressaltou que o fim da recessão tem como fator relevante a garantia de segurança jurídica ao setor privado, uma vez que os empresários precisam investir com tranquilidade e previsibilidade. “A jurisprudência hoje tem força e respeito à segurança jurídica. Por isso nossa legislação reitera que, se houver uma mudança no entendimento da Justiça, essa deve ser para o futuro, e não retroativa”, avaliou Fux.

O ministro também se mostrou otimista com o futuro do país. “Percebemos que o Brasil está mais perto de se recuperar do que de afundar na recessão”, ressaltou.

Retomada

Para Maria Silvia Bastos, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), “Essa redução trará um ambiente favorável para o aumento da confiança de empresários, das famílias e no preço dos ativos”, disse.

A presidente do BNDES discorreu sobre o papel do BNDES para auxiliar o país a sair da crise. Uma das mudanças que serão feitas é que o foco dos financiamentos será em projetos, em vez de setores. Destacou ainda a existência de fortes sinais da retomada do crescimento econômico. Dentre eles, destacou o aumento de 32% das aprovações da Finame no primeiro trimestre de 2017, comparado ao mesmo período de 2016. Também destacou o aumento de 25% das consultas para projetos de infraestrutura junto ao BNDES e o acréscimo de 34% nos desembolsos para o Progeren, financiamento para capital de giro, também foi destacado pela Presidente.

Por fim reforçou que a retomada do crescimento do país depende, além das reformas, da queda na taxa de juros e da inflação.

 

*Com informações da FIRJAN.

Departamento de Comunicação da CeasaMinas:  31 3399-2012

Compartilhar matéria:

Posts relacionados

Gustavo Fonseca, presidente da Abracen, é eleito diretor da WUWM CeasaMinas intensificará a fiscalização de embalagens Venda de produtos japoneses cresce na CeasaMinas Agradecimento do Presidente da ABRACEN Safra da goiaba reduz preço da fruta em 20%

Deixe seu comentário