Com canjica gigante, forró pé-de-serra e quadrilha junina, Ceasa-PE comemora o seu São João

Com canjica gigante, forró pé-de-serra e quadrilha junina, Ceasa-PE comemora o seu São João

Entreposto receberá milho de melhor qualidade este ano devido às chuvas do início do ano

O mês de junho chegou e, com ele, veio a época mais amada pelo povo nordestino: o São João. O Centro
de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa/PE), que é o principal ponto de distribuição de
alimentos no Estado, durante o mês junino se torna o local de maior escoamento do milho verde em Pernambuco.
Para dar início aos festejos, o Ceasa realiza a tradicional “Abertura do São João ” que acontecerá na próxima
sexta-feira (08), às 6h, no Pátio do Milho. A comemoração irá contar com cerca de 600 bacamarteiros vindo de várias
cidades do interior. Para completar a festa, uma quadrilha junina composta por 20 integrantes vindos da cidade de
Lagoa de Itaenga, animará consumidores, vendedores e produtores que estiverem no local. Um trio pé-de- serra irá
dar o “balancê” para, em seguida, acontecer o corte da já famosa canjica gigante do Ceasa. Gigante porque a
“canjiquinha” terá 200 quilos extraídos de 750 espigas de milho. Serão necessárias 5h para que o produto fique pronto.
PLANTÃO – A abertura do São João do entreposto antecede o início do Plantão do Milho. A partir da próxima
segunda-feira (11), o Ceasa funcionará 24 horas por dia para a venda do milho verde.
AUMENTO NA OFERTA – Com as boas chuvas que aconteceram no início do ano, a oferta do milho verde aumentou
no Pátio do Milho. Só no primeiro semestre, entraram cerca de 11.138.000 espigas. Cinco por cento a mais que o ano
passado que apresentou 10.521.000 espigas. A expectativa é que este ano, até o final de junho, sejam
comercializados cerca de 13 milhões de espigas.
O consumidor também encontrar milho mais em conta no Ceasa. A mão de milho, com 50 espigas, ano passado variou
entre R$ 25 e R$ 35. Hoje já se pode observar uma queda nos valores. A mão pode ser encontrada entre R$ 20 e
R$ 30. Dezesseis por cento a menos que em 2017.
Esses valores também se remetem a maior participação das cidades do interior do Estado na produção do milho verde.
Com um aumento de 2% este ano, 94% de todo o milho que chega ao Ceasa vem das cidades do como: Ibimirim,
Barra de Guabiraba , Bonito, Chã Grande, dentre outras.
“Com o aumento do combustível e de alguns insumos para a produção, manter o valor médio no preço da mão de milho já será uma grande vitória para os consumidores. O milho que vem para o Ceasa esse ano, além da maior quantidade,
virá com uma qualidade melhorada. Com isso acredito que teremos um ótimo São João”, afirmou o presidente do Ceasa,

 

Gustavo Melo.

Presidente CEASA/PE

São João 2

Compartilhar matéria:

Deixe seu comentário