Ceasa arrecada mais de 20 toneladas de alimentos para os desabrigados pelas chuvas no Paraná

Produtores e atacadistas das Ceasas do Paraná também estão colaborando na campanha de arrecadação para vítimas das enchentes no Paraná. Nos dois primeiros dias da campanha de solidariedade (10 e 11 de junho) já foram arrecadados cerca de 20 toneladas de hortigranjeiros, que foram enviados para o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar). “É uma maneira de tentarmos ajudar e amenizar os graves problemas que as fortes chuvas dos últimos dias no Paraná causaram a essas famílias”, disse Luiz Dâmaso Gusi, presidente da Ceasa Paraná, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura e do Abastecimento.

Para o produtor Pedro Pereira de Lima, a simples ação de poder ajudar alguém neste momento de dificuldades é muito importante. “Estamos acompanhando o drama das pessoas que perderam tudo com as enchentes. Nosso gesto é simples diante do que eles estão passando”, diz o agricultor que desde 1976 produz folhosas nos três alqueires da família em São José dos Pinhais, e comercializa parte da sua produção duas vezes por semana junto ao Mercado do Produtor da Ceasa Curitiba.

O restante é entregue diretamente aos supermercados da Região Metropolitana de Curitiba. Seu Pedro Pereira de Lima também é assíduo colaborador do Banco de Alimentos da Ceasa Paraná, onde os hortigranjeiros que sobram no dia a dia da empresa são selecionados e separados e depois enviados para instituições de caridade cadastradas junto ao programa.

Segundo o atacadista Edmilson Longo, que mantém a empresa Longo e Merenda desde 2001 na Ceasa Curitiba, a colaboração de todos neste momento é uma maneira de ajudar os mais necessitados. “As cenas que vimos pela televisão mexe com o nosso coração. Se podemos amenizar um pouco esse drama, isso já nos deixa em paz”, conta Edmilson Longo, que doou 20 caixas de couve-flor.

Quem também se solidarizou com a campanha feita na Ceasa foi o atacadista Jorge Maeda, da empresa Comercial Bons Amigos. “Estamos colaborando com as famílias quem passam por um drama e uma situação difícil neste momento”, disse o atacadista, que está na Ceasa há 39 anos, e doou caixas de cenoura e couve-flor para a campanha que recebeu ainda outros produtos como frutas, caixas de ovos e sacos de batata.

A Ceasa Paraná movimenta em média cerca de 1,2 milhão de toneladas de frutas e hortaliças por ano. A empresa tem cinco unidades regionais nos municípios de Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu, onde operam 654 empresas atacadistas que recebem a produção de cerca de 6.200 produtores e fornecedores de 327 municípios do estado do Paraná.

“Esperamos até o final da semana repassar cerca de 30 toneladas de hortigranjeiros para a Provopar aqui em Curitiba. Porém, o mais importante neste momento é o trabalho de solidariedade que os produtores, atacadistas e funcionários das empresas que atuam nas Ceasas do Paraná estão fazendo”, diz Luiz Dâmaso Gusi.

Compartilhar matéria:

Posts relacionados

Banco de Alimentos do CEASAMinas recebe premiação em evento da WUWM Agradecimento do Presidente da ABRACEN Safra da goiaba reduz preço da fruta em 20% Presidente da Abracen visita Ceasa Curitiba

Deixe seu comentário